top of page
Buscar

Como salvar o cérebro dos meus filhos

Atualizado: 4 de jun. de 2019

Oi tudo bem?

Quem aqui deixa seus filhos jogarem video games ou ficar nos tablets?



Nós pais temos muita tentação em dar esses aparelhos para os nossos filhos,nao é?


Eu também tenho, mas não dou.


Sabem porque? Porque deixar os nossos filhos nessas telas é como se tivessemos dando heroína para eles.


Achou forte?  Pois é, essa foi a conclusão do Dr. Nicholas Kardaras, que escreveu um livro maravilhoso que todos os pais devem ler chamado Glow Kids.


Ele administra um programa para recuperação de crianças e adolescentes viciados em tela.


De acordo com as pesquisas feitas, quando você deixa seu filho na frente de uma tela, qualquer que seja, é como se tivesse dando heroína para ele.

Pois além de ficarem viciados, as telas deformam o cérebro de uma maneira irreversível.


Algumas das consequências são: falta de memória, agitação, irritabilidade, falta de concentração, isolamento, depressão e esquizofrenia.


Então obviamente não é saudável dar para os nossos filhos.


Eu particularmente não dou nada disso para os meus . Não dou tablet, não dou telefone e não dou videogame de jeito nenhum.

E mesmo aqueles joguinho que se dizem ser educativos, não dou porque não deixam de ser video games.


Deixo sim eles assistirem a televisão duas vezes na semana, somente, com programas que eu escolho no Netflix ou Amazon Video. Porque a televisão? Porque fica distante do sofá e tem uma tela maior e menos viciante.


Vocês sabiam que os criadores do computador, tablets e video games não deixam os próprios filhos usarem esses produtos? Pois é, porque eles sabem o quanto fazem mal para as crianças. Se as pessoas que vendem não usam, eu é que não vou dar pros meus filhos.


Mas e aí, como fazer para ocupar as criancas?


Olha, deixar eles na frente de uma tela é muito tentador. Imaginem eu com três crianças, as vezes piro né!


Tenho um de 8, uma de 5 e um de 21 meses, não é mole. Mas respiro fundo e falo comigo mesma que vou conseguir administrar.


O primeiro passo é ter sempre jogos, kits de artes ou livros acessíveis.


Para o meu filho de 8 anos dou desafios usando o Lego.



Ele fica horas lá montando.


As vezes dou um livro para ler ou também pode fazer algo usando artes.





Agora ele está adorando fazer aviãozinhos de papel, então comprei um livro que mostra como fazer diversos tipos de aviãozinho. Ele ama!





Com a minha filha de 5 anos, as vezes dou um livro para ler, ou ela vai colorir,  brincar sozinha ou fazer artes, como pintura. Ela também gosta de se vestir de princesa então tenho atividades para ela trabalhar a imaginação dela.





Já o de 21 meses não tem jeito porque ele ainda não brinca sozinho. Então deixo ele ficar atrás de mim e pronto.